Stephen Edwin King– Como não amar?

Ótima entrevista, vale a pena.

Anúncios

Sucker Punch – Mundo Surreal

SuckerPunch-Poster

Lançamento: 25 de março de 2011 (1h50min)

Dirigido por: Zack Snyder

Com: Emily Browning, Abbie Cornish, Jena Malone

Gênero: Fantasia , Ação , Suspense

Nacionalidade:EUA

Sinopse

Babydoll (Emily Browning) foi internada em um sanatório pelo padrasto inescrupuloso, que encomenda uma cirurgia para destruir o cérebro dela. Mas a jovem descobre que seu refúgio pode estar dentro de sua mente e só assim ela poderá se libertar para sempre. Agora, vivendo esse mundo paralelo, ela enfrentar dragões, samurais, robôs e nazistas sobrenaturais, que a farão viver uma perigosa e fantástica aventura na companhia das colegas de internação Blondie (Vanessa Hudgens), Rocket (Jena Malone), Amber (Jamie Chung) e Sweet Pea (Abbie Cornish). Seria essa então a sua única chance de libertação?

Esse é um filme 8 ou 80, ou seja, ou gostam ou não!

Eu amo esse filme não só pelo visual que ele tem como também a trama, que se desenvolve muito bem, é o tipo de história que me faz pensar e refletir, então se prepare, parece confuso mas é incrível. Muitas pessoas disseram achar ridículo uma comparação que é feita no filme em certo momento, mas pra não dá SPOILER vá e assista por favor e diga o que achou! Caso ainda não o tenha feito.

A prostituta errante

A_PROSTITUTA_ERRANTE_1231732499P

A prostituta errante- Iny Lorentz

A escolha de um pai. A resistência de uma filha. Uma calúnia. A humilhação e então a sede de vingança.

O Livro é composto por seis partes, contendo cinquenta e nove capítulos, somando assim quatrocentas e noventa e quatro páginas.

      Marie é uma jovem de dezessete anos, filha de um burguês bem-sucedido da cidade de Constança, Alemanha do ano 1410.

O pai da jovem, como era de costume na época, providenciou um noivo para sua filha amada, imaginado assim estar fazendo um bom negócio, afinal o eleito era

um advogado, que consequentemente o ajudaria e faria sua filha uma mulher honrada perante a sociedade, embora ela não gostasse do seu noivo, e até duvidasse da integridade do rapaz, ela

não poderia fazer nada, afinal eram outros tempos, e uma mulher dificilmente tinha voz.

    Como era esperado, de fato concretizou-se o acordo, e Marie agora era uma mulher casada, mas não por muito tempo, pois nesta mesma noite o pior de seus pesadelos e despejado sobre ela

quase como um balde de água fria. Uma terrível mentira a seu respeito foi posta à tona, homens de bem perante a sociedade testemunharam contra a pobre moça, neste momento Marie já percebia que seus

sentimentos em relação à integridade de seu noivo eram, de fatos, verdadeiros. Em um piscar de olhos, a pobre moça não era mais Marie e sim um animal acuado com dor e indefeso tentando fugir e ao mesmo tempo entender tudo o que acontecia.

   No dia seguinte aos primeiros acontecimentos, Marie é julgada, e humilhada em praça pública. Ela sai da cidade com a túnica da vergonha, feridas por dentro e por fora, no coração e na alma, proibida de retornar à Constança, sem nenhuma expectativa de vida, até por que a vida estava quase a deixando.

   Mas, o destino de Marie não era morrer ali na beira da estrada, embora ela o desejasse, uma caravana de salteadores passava, Hiltrude, mulher da vida, olha aquela donzela como um passarinho fora do ninho e resolve ajudá-la, suas intenções iniciais eram duvidosas, mas com certeza ela foi o anjo de Marie.

   Agora lúcida, curada e consciente, ela analisou sua situação e pode compreender alguns fatos, que antes não lhe faziam sentido. A jovem agora quer tomar o que é dela por direito – sua honra- e vai fazer tudo o que for possível para reconquistá-la, mesmo que por vezes, sua vida esteja em jogo.

    Uma história digna de ser lida, sentida e compartilhada. A trama em que nossa protagonista é brutalmente forçada a nos levar, é uma riqueza muito grande, sentimos na pele suas dores, medos e com certeza tomamos gosto pela vingança.Sutilmente Marie vai fazendo parte de nós, sua graça, sua astúcia e sua teimosia nos cativa.A cada capítulo queremos mais, uma leitura que flui muito bem, facilitando o leitor a incorporar o personagem.

    Faz-nos pensar no outro lado do romantismo medieval, onde se limita em nostalgiar os castelos, a moda, as artes e a literatura, mas muitos não param para pensar como era difícil viver naquela época, sem saneamento básico, sem direitos, sorte era os nascidos na realeza.Mulher e plebéia em 1410, consegue se imaginar? O encanto pela era medieval quase acaba, quando os olhos são voltados aos direitos humanos. A história de Marie, portanto, é intensa, revoltante e cativante.

Autor – Iny Lorentz
Suma de Letras
494 páginas

Sobre ler.

menino-lendo-livro

Ler é uma das plataformas usadas para entrar em mundos paralelos.Pode-se ir onde quiser, ser o que e quem quiser.

Não basta ler, tem que sofrer, sorrir, chorar em suma, entregar-se.

Sair da sua realidade é fácil, único e perigoso, não pense que se entregar plenamente a uma história vai fazer você deixar de viver a vida real, e isso é perigoso.Quem se doa desse jeito a um livro sabe do que estou falando.

Ler é como sonhar acordado, viajar sem precisar sair do lugar, sentir as mais variadas emoções.Existem vários meios de transportes como guarda-roupas, trens, carros e espelhos.

Mas as mensagens nessas histórias fantásticas estão nas entrelinhas, no seu modo de enxergar.Existem livros que nos levam a uma realidade tão verdadeira quanto a nossa e nos faz refletir sobre a vida e como ela pode ser cruel, linda ou insignificante.

Faça o seu mundo.Leia!